Programa Minha Casa Minha Vida: Avaliação pós-ocupação do Residencial Esplendore em Ponta Grossa – PR

Autores

  • Juliana Thaisa Rodrigues Pacheco Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
  • Juliana Yuri Kawanishi Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
  • Sandra Maria Scheffer Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

DOI:

https://doi.org/10.21527/2237-6453.2022.58.10504

Palavras-chave:

Política Habitacional, Avaliação pós-ocupação, Direito à Cidade

Resumo

O Programa Minha Casa Minha Vida, lançado pelo governo federal em 2009, possibilitou o acesso à moradia formal a uma parcela da população que, muitas vezes, era excluída do sistema mercadológico. Desta forma, destaca-se a importância de avaliar a criação do Programa com o intuito de compreender a sua eficácia, eficiência e efetividade no que diz respeito ao acesso à cidade pelos mutuários. A avaliação pós-ocupação apresenta-se como instrumento para a compreensão da eficácia e efetividade do Programa, uma vez que considera seus elementos objetivos e subjetivos,
como a satisfação dos beneficiários. Neste contexto, o presente artigo visa a identificar as características apresentadas pelas famílias mutuárias pelo Programa Minha Casa Minha Vida, em Ponta Grossa-PR, no que se refere à efetividade do direito à cidade, tendo por base a avaliação pós-ocupação no Residencial Esplendore. Os dados apresentados
foram extraídos do relatório pós-ocupação, de 2015 a 2016. Procurou-se analisar e compreender as demandas apresentadas pelas famílias e as lacunas deixadas pela política habitacional brasileira em setores como o transporte coletivo. Os dados analisados apresentam as dificuldades enfrentadas pelos beneficiários no período pós-ocupação,
tais como no transporte público, distância e na falta de acesso aos equipamentos públicos, elementos que interferem no acesso ao direito à cidade.

Biografia do Autor

Juliana Thaisa Rodrigues Pacheco, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Estadual de Ponta Grossa, turma de 2018. Mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2013), na área de concentração Cidadania e Políticas Públicas, Linha de Pesquisa: Estado, Direitos e Políticas Públicas. Possui graduação em Bacharelado em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2008).

http://lattes.cnpq.br/4864617008503600

 

Juliana Yuri Kawanishi, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Atualmente é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas, bolsista pela Fundação CAPES e desenvolve pesquisa na Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR, também é diretora da Associação de Pós-Graduandos da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Membro do grupo de pesquisa Cultura de Paz, Direitos Humanos e Desenvolvimento Sustentável. Com experiência efetivada profissionalmente no campo de assessoria e consultoria.  É graduanda em Serviço Social, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7447651865424584

Sandra Maria Scheffer, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Doutora em Gestão Urbana pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2017), mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2003), especialista em Serviço Social pela Universidade de Estadual de Ponta Grossa e graduação em Serviço Social pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1990). É professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa para o curso de graduação em Serviço Social e para o Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais Aplicadas. Professora de Plano Diretor e Gestão Urbana e Políticas Públicas em cursos de especialização de Gestão Pública Municipal e Gestão em Saúde - UAB. Foi assistente social durante 21 anos na Companhia de Habitação de Ponta Grossa. Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: habitação, meio ambiente, urbanização, pobreza e espaço local.

http://lattes.cnpq.br/5221445804988066

Downloads

Publicado

2022-05-04

Como Citar

Pacheco, J. T. R., Kawanishi, J. Y., & Scheffer, S. M. (2022). Programa Minha Casa Minha Vida: Avaliação pós-ocupação do Residencial Esplendore em Ponta Grossa – PR. Desenvolvimento Em Questão, 20(58), e10504. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2022.58.10504

Edição

Seção

Artigos