Avaliação de impactos ambientais em indústrias de cerâmicas vermelhas

Autores

  • Antonio Helton Vasconcelos dos Santos UFPE
  • Cláudio Jorge Moura de Castilho Universidade Federal de Pernambuco -UFPE
  • Valéria Sandra de Oliveira Costa Universidade Federal de Pernambuco -UFPE

DOI:

https://doi.org/10.21527/2237-6453.2022.58.12351

Palavras-chave:

Degradação Ambiental. Fábricas Ceramistas. Sustentabilidade. Paudallho

Resumo

A produção de cerâmicas vermelhas para construção civil no Vale do Rio Capibaribe, especificamente no município de Paudalho – PE –, tem crescido significativamente. Este crescimento, no entanto, tem acontecido sem o acompanhamento de estudos específicos das problemáticas ambientais envolvidas. O objetivo deste artigo é identificar os impactos ambientais desse segmento industrial. Para isso, julgamos necessário aplicar ferramentas rápidas e precisas de avaliação. Deste modo, utilizamo-nos da Matriz de Leopold, a qual mostrou-se eficiente no que se refere à delimitação das causas e dos efeitos da atuação das atividades ceramistas em cada etapa da produção. Como resultados, obtivemos 17 impactos positivos e 238 negativos, o que nos levou a concluir que existe uma expressiva quantidade em termos de impactos maléficos gerados pelo setor no município de Paudalho, evidenciando a necessidade do estabelecimento de ações sustentáveis capazes de amenizar os problemas que acontecem no meio físico e social.

Biografia do Autor

Cláudio Jorge Moura de Castilho, Universidade Federal de Pernambuco -UFPE

Possui Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (1987), Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (1992), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (1992), Diplôme dÉtudes Approfondies/D.E.A. em Estudos das Sociedades Latino-Americanas pela Université de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1995), Doutorado em Geografia Ordenamento Territorial Urbanismo pela Université de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1999) e Pós-doutorado na Università Ca Foscari di Venezia (2011). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de geografia, com ênfase em geografia urbana e geografia ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: serviços sociais, políticas públicas, trabalho, apropriação privada da natureza na cidade e desenvolvimento territorial. Coordenou e coordena projetos de pesquisa e de cooperação internacional financiados por agências nacionais e internacionais. Emitiu pareceres de avaliação de artigos para publicação em revistas nacionais (Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais, Revista Brasileira de Geografia Física, etc.) e internacionais (Rivista Geografica Italiana, Bollettino della Società Geografica Italiana, Almatourism da Università degli Studi di Bologna, Teuken Bidikay - Revista Latinoamericana de Investigación en Organizaziones, Ambiente y Sociedad). Coordena o grupo de pesquisa Movimentos Sociais e Espaço Urbano (MSEU) desde 2000, que presta assessoria a processos de construção de territórios por movimentos sociais, e é editor chefe da revista eletrônica Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais. Na condição de Professor Visitante junto à Università Ca Foscari di Venezia durante o período de março a abril de 2014, visitou universidades italianas (Università degli Studi di Bologna, Università degli Studi di Catania, Università Ca Foscari di Venezia e Università di Ragusa) com a finalidade de fazer conferências e estabelecer contatos para o desenvolvimento de pesquisas e acordos acadêmicos, internacionalizando os programas de pós-graduação dos quais tem participado. Com o mesmo objetivo, também visitou a Universidad Autónoma Latinoamericana (na cidade de Medellín-Colômbia) entre janeiro e fevereiro de 2015. No período de abril a maio de 2015, também na condição de Professor Visitante, financiada pelo Consortium of the TEMA Erasmus Mundus Master Course - European Territories (civilisation, nation, region, city): identity and development, apresentou quatro conferências na Università degli Studi di Catania. Fez parte de uma parceria, através do projeto de cooperação internacional Territori, Sostenibilità e Università, com a Università degli Studi di Bologna (UNIBO), pelo qual participou como moderador e conferencista de evento internacional em visita científica àquela instituição em junho de 2018. Este projeto de cooperação internacional também financiou a realização de de estágios sanduíches para nossos orientandos, com recursos do Fondi Fibra, instituição italiana de fomento à pesquisa. Esteve, em visita de trabalho e pesquisa, na Université de Lyon III-Jean Moulin durante o período de janeiro a fevereiro de 2020, onde conheceu laboratórios de pesquisa da UMR-5600 Environnement Ville Société, proferiu conferências e contactou colegas para a realização de um projetos de cooperação internacional.

Valéria Sandra de Oliveira Costa, Universidade Federal de Pernambuco -UFPE

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM), mestrado em Fitossanidade pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e doutorado em Fitopatologia pela UFRPE. Realizou Pós-doutorado na Embrapa Semiárido, CPATSA (2011-2014). Atualmente, faz parte do corpo docente do Mestrado Profissional em Rede Nacional para o Ensino das Ciências Ambientais-PROFCIAMB/UFPE e realiza Pós-doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente na UFPE/Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente-PRODEMA pelo Programa Nacional de Pós-Doutorado/CAPES (PNPD/CAPES) onde faz parte do seu corpo docente. Em Julho/2016 realizou Visita Técnica na Texas A & M University, através do Projeto de Cooperação Internacional entre a Universidade Federal de Pernambuco e a Texas A & M University. Tem experiência nas áreas de Agronomia, Fitopatologia (Fitobacteriologia e Micologia), Produção Integrada de Frutas, Certificação e Qualidade ambiental.

Downloads

Publicado

2022-09-15

Como Citar

dos Santos , A. H. V. ., Moura de Castilho, C. J., & de Oliveira Costa , V. S. . (2022). Avaliação de impactos ambientais em indústrias de cerâmicas vermelhas. Desenvolvimento Em Questão, 20(58), e12351. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2022.58.12351

Edição

Seção

Artigos