Impacto do Controle da Corrupção sobre a Eficiência do Governo no Ano de 2015: o caso dos países da América Latina

  • Emanoel de Souza Barros Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Gabriel Britto Feitoza Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Palavras-chave: Controle de corrupção, Eficiência do governo, América Latina

Resumo

Este trabalho visa analisar o impacto do controle da corrupção sobre a eficiência governamental de 33 países da América Latina e Caribe. Os dados foram obtidos da plataforma web do Banco Mundial com referência ao ano de 2015. Além de uma vasta análise descritiva, este artigo acrescentou duas regressões, uma OLS e uma Tobit, a fim de confirmar os efeitos do controle da corrupção sobre a eficiência governamental dos países analisados. Os resultados mostraram que o quadro da corrupção é endêmico e generalizado na América Latina e Caribe. Os modelos de regressão foram estimados a partir do escore de eficiência governamental como função de seis variáveis explicativas (controle de corrupção, gastos públicos com saúde, contrações econômicas, IPC-2010-2015, consumo do governo e administração pública em relação aos gastos do governo). Os resultados confirmaram a relação positiva existente entre o controle de corrupção e a eficiência do governo e apontam o controle de corrupção como principal causa da (in)eficiência dos estados analisados.

Biografia do Autor

Emanoel de Souza Barros, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Doutor em Economia pela Université Paris 1 – Pantheon Sorbonne, França. Professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Gabriel Britto Feitoza, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Graduado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Publicado
2019-10-17
Como Citar
Barros, E., & Feitoza, G. (2019). Impacto do Controle da Corrupção sobre a Eficiência do Governo no Ano de 2015: o caso dos países da América Latina. Desenvolvimento Em Questão, 17(49), 10-29. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2019.49.10-29
Seção
Artigos