Organizational Practices in the Constitution of the Right to Culture and to the City: Understanding the Struggle for the Rights of a Cultural Organization in Goiás City, Brazil

Palavras-chave: Práticas de organização. Direitos. Cidades. Etnografia multissituada. Goiás.

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir como as práticas organizacionais no campo da cultura constituem o desenvolvimento, promoção e acesso aos direitos à cultura e à cidade na cidade de Goiás, Brasil. Aproximamos o campo de Estudos Baseados em Práticas (SBP) com o Direito para compreender os fenômenos jurídicos não institucionalizados pelo Estado dos processos organizacionais. A partir de uma etnografia multissituada realizada no Centro Histórico da cidade de Goiás, Goiás, localidade tombada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, entre agosto de 2014 e dezembro de 2015, destacamos os processos pelos quais as práticas organizacionais, enquanto produtoras de espaços nas cidades, constituem Direitos ao reconhecer ou negligenciar a ocupação do espaço urbano por determinados grupos sociais. Enfatizamos como as análises dos processos organizacionais podem contribuir para um debate sobre Direitos sob uma perspectiva do pluralismo jurídico a partir do cotidiano das cidades, e destacando a relevância de se compreender as ocupações dos espaços urbanos como forma de reconfigurar as relações entre Estado e sociedade civil.

Biografia do Autor

Lara Rezende Ferreira Camargo, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Mestranda em Administração pela Universidade Federal de Goiás (UFG). 

Josiane Silva de Oliveira, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Doutora em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Goiás (UFG).

  

Minha atuação tem se concentrado no campo dos Estudos Organizacionais e do Direito, a partir de uma perspectiva antropológica, com foco nos Estudos Baseados em Práticas (EBP), Artes/Culturas, Gênero e Raça. Em termos metodológicos, meu interesse de pesquisa está voltado para discussões sobre Etnografia.

Euna Cristina Lima Mendes, Instituto Federal de Goiás (IFG)

Mestre em Administração da Universidade Federal de Goiás (UFG). Professora do Instituto Federal de Goiás (IFG).

Thayane Ramos Gomes, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Graduada em Administração pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Gisele Bernardo, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Graduada em Administração pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Publicado
2020-11-06
Como Citar
CamargoL., OliveiraJ., MendesE. C., GomesT., & BernardoG. (2020). Organizational Practices in the Constitution of the Right to Culture and to the City: Understanding the Struggle for the Rights of a Cultural Organization in Goiás City, Brazil. Desenvolvimento Em Questão, 18(53), 105-119. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2020.53.105-119
Seção
Artigos