Saindo da “Torre de Marfim” dos Estudos Organizacionais Críticos: a pesquisa-ação aliada a ferramentas colaborativas do Dragon Dreaming no caso da Astriflores

  • Mariana Mayumi Pereira de Souza Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Ana Paula Paes de Paula Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Estudos organizacionais críticos; Pesquisa-ação; Dragon Dreaming; Metodologias colaborativas.

Resumo

A metáfora da “torre de marfim” é algumas vezes utilizada para criticar o distanciamento dos estudos organizacionais críticos em relação à práxis. O objetivo deste artigo é apontar uma possível saída para essa situação por meio de uma proposta técnico-metodológica aplicada em um caso empírico na Associação de Catadores e Triadores de Materiais Recicláveis de Florestal/MG (Astriflores). Foi realizada uma pesquisa-ação no contexto da Astriflores aliada à aplicação da metodologia colaborativa do Dragon Dreaming. Com duração de dois anos, o projeto obteve resultados positivos para as associadas e para a comunidade de Florestal/MG, de forma geral, com o aprimoramento da gestão dos resíduos sólidos no município. Além dos resultados práticos, o caminho técnico-metodológico trilhado possibilitou também reflexões sobre o processo colaborativo e sobre a geração de conhecimentos críticos em um contexto organizacional, considerando as dinâmicas entre objetividade e subjetividade e entre teoria e prática.

Biografia do Autor

Mariana Mayumi Pereira de Souza, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Doutorado em Administração pelo CEPEAD-UFMG (2016), com doutorado sanduíche na Griffith University, Australia (2015-2016), financiado pelo Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior da CAPES, Mestrado em Administração pelo CEPEAD-UFMG (2010) e Graduação em Administração pela UFMG (2007). Professora da Universidade Federal de Viçosa, Campus Florestal, desde 2010. Atua em pesquisa, extensão e docência na área de Administração, com ênfase em Estudos Organizacionais, Gestão Colaborativa e Teoria Crítica.

Ana Paula Paes de Paula, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (1994), Mestre em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas - SP (1998), Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e Pós-Doutora em Administração pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2005). Realizou formação teórica em psicanálise no Círculo Psicanalítico de Minas Gerais (CPMG) (2009-2014). Foi professora residente do Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares (IEAT-UFMG) (2014-2015). Atualmente é professora titular e pesquisadora da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais, além de coordenadora do Núcleo de Estudos Organizacionais Críticos e Transdisciplinares do CEPEAD. Trabalha principalmente com os seguintes temas: epistemologia, transdisciplinaridade e construção do conhecimento organizacional; gestão dialógica e autogestão; movimentos sociais, minorias, participação social na gestão pública e ciberdemocracia; experiências organizacionais alternativas, economia solidária e tecnologia social; subjetividade, resistência e psicanálise de grupos e organizações; pensadores críticos nacionais e ensino e pesquisa em administração.

Publicado
2020-04-24
Como Citar
Souza, M., & Paes de Paula, A. (2020). Saindo da “Torre de Marfim” dos Estudos Organizacionais Críticos: a pesquisa-ação aliada a ferramentas colaborativas do Dragon Dreaming no caso da Astriflores. Desenvolvimento Em Questão, 18(51), 10-32. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2020.51.10-32
Seção
Artigos