Acesso e Distribuição do Pronaf entre Agricultores Familiares no Estado de Santa Catarina

Palavras-chave: Crédito rural, Políticas públicas, Meio rural

Resumo

Este artigo tem como tema a participação e o acesso da agricultura familiar do estado de Santa Catarina no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF)., o objetivo foi analisar a trajetória do acesso e da distribuição do crédito PRONAF no estado de Santa Catarina. O estudo caracteriza-se por uma abordagem que envolve tanto o uso de métodos quantitativos e qualitativos, tendo como delimitação o estado catarinense e o registro de acesso ao programa PRONAF entre 1996 e 2018. Os dados resultantes da pesquisa foram acessados junto ao Banco Central, considerando os recursos deflacionados pelo INPC para o ano de 2018. Os resultados apontam para crescimento no volume de recursos distribuído no período de 1996 a 2018, contabilizando aproximadamente 6,2 vezes o valor inicial, o equivalente a 619,1%. Por outro lado, o número de contratos apresentou oscilações, passando de 98 mil em 1996 para 90 mil contratos em 2018, permitindo constatar que o montante acessado por produtor é maior. A maior parcela dos recursos do crédito é destinada ao custeio, o que não impediu o registro de significativos incrementos a partir de 2006 para a linha de crédito de investimento. Constata-se concentração dos financiamentos em culturas/atividades ligadas às grandes cadeias do agronegócio no estado. É possível concluir que o PRONAF consiste em importante política pública de apoio ao segmento familiar rural do estado de Santa Catarina, visto que tem aumentando o montante acessado, ao mesmo tempo em que aponta para seletividade dos participantes do programa e crescimento da necessidade de recursos financeiros.

Biografia do Autor

Juliano Luiz Fossá, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Doutorando em Administração - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Servidor da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó).

Alessandra Matte, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Professora Adjunta na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Santa Helena. Doutora em Desenvolvimento Rural pelo Programa de Pós­-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR/UFRGS).

Lauro Francisco Mattei, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Professor Titular na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no Programa de Pós-Graduação de Administração. Doutor em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas.

Sérgio Schneider, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Professor Titular na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) nos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) e de Sociologia (PPGS) . Doutor em Sociologia (UFRGS).

Publicado
2020-11-06
Como Citar
FossáJ., MatteA., MatteiL., & SchneiderS. (2020). Acesso e Distribuição do Pronaf entre Agricultores Familiares no Estado de Santa Catarina. Desenvolvimento Em Questão, 18(53), 222-244. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2020.53.222-244
Seção
Artigos