O ENSINO JURÍDICO E A PERSPECTIVA UNIVERSITÁRIA HUMANÍSTICA

  • Aldemir Berwig UNIJUÍ
Palavras-chave: Dimensão crítico-reflexiva. Formação humana. Hermenêutica. Operatório-instrumental. Sociabilidade humana.

Resumo

Este artigo é uma reflexão sobre a formação humana em cursos jurídicos, orientada a partir da ideia de que uma formação sólida pode contribuir para o fortalecimento das relações humanas e da sociabilidade. Trata-se de pesquisa qualitativa com reflexão a partir de estudo teórico que tematiza a ideia de que a educação tem o papel fundamental de desenvolver a humanidade do homem e que formação jurídica não pode pretender apenas ter um viés operatório-instrumental. Nesse contexto propõe a necessidade de um debate sobre a linguagem, o simbólico e o desenvolvimento do pensamento crítico-reflexivo nos cursos jurídicos. No seu desenvolvimento analisa a necessidade de uma abordagem de viés humanista como preocupação com as futuras gerações, que o ensino jurídico universitário não deve ser apenas um instrumento de conservação da tradição ou de leitura da legalidade, mas deve desenvolver a capacidade crítico-reflexiva. Por fim, defende a ideia de que uma formação sólida pode contribuir para o fortalecimento das relações humanas e da sociabilidade, de modo que esteja comprometida com a justiça social e que seja entendida como uma ampliação dos horizontes para uma atuação comprometida na sociedade, o que somente é possível com uma formação integral do ser humano.

Biografia do Autor

Aldemir Berwig, UNIJUÍ

Departamento de Ciências Jurídicas e Sociais

Direito

Publicado
2020-12-15
Como Citar
BerwigA. (2020). O ENSINO JURÍDICO E A PERSPECTIVA UNIVERSITÁRIA HUMANÍSTICA. Revista Direitos Humanos E Democracia, 8(16), 164-176. https://doi.org/10.21527/2317-5389.2020.16.164-176