Jovem Aprendiz no Cenário das Políticas Públicas de Emprego

Palavras-chave: Jovem Aprendiz. Lei da Aprendizagem. Políticas Públicas de emprego. Desenvolvimento Econômico Regional.

Resumo

O presente estudo teve por objetivo situar e debater a Lei da aprendizagem enquanto fator de inserção do jovem aprendiz no mercado de trabalho. Abordar a Lei da aprendizagem com a finalidade de estimular a reflexão sobre a importância da interação social para a transformação das relações de trabalho, contribuindo com o desenvolvimento regional. A fundamentação teórica trata, além do desenvolvimento econômico regional, da Lei da aprendizagem e seus aspectos relevantes, sabendo-se que o cumprimento das cotas se constitui numa política pública de prevenção e erradicação do trabalho infantil. Discorreu-se ainda sobre a qualificação para o trabalho, que passa pela educação, como formação profissional. Utilizou-se da pesquisa bibliográfica, documental e explicativa. Para embasar o presente estudo, fez-se uso da teoria de desenvolvimento de Frigotto (1989), que postula vínculo entre desenvolvimento e a superação da desigualdade social mediante a qualificação. A Lei da aprendizagem, como política pública, foi concebida para regular a formação técnico-profissional metódica de adolescentes e jovens, desenvolvida por meio de atividades teóricas e práticas. Em suma, o programa da aprendizagem pode suprir as dificuldades iniciais de inserção. Como política pública, é quesito que deveria passar por mudanças para melhorar sua abrangência. Uma vez implementada, garantirá a formação do aluno e contribuirá com a sua inserção no mercado de trabalho. Para o desenvolvimento do presente estudo, buscou-se o repositório de conceitos que exige a pesquisa teórica em documentos, livros e artigos científicos.

Biografia do Autor

Lucia Juraszek, Universidade do Contestado (UnC)

 Possui graduação em Administração pela Universidade do Contestado (1984) e graduação em Direito pela Universidade do Contestado (2004). Atualmente é professor horista da Universidade do Contestado e diretora de secretaria - Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região SC. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito do Trabalho, conciliação no processo do trabalho. Mestra em Desenvolvimento Regional pela Universidade do Contestado.

Argos Gumbowsky, Universidade do Contestado (UnC)

Licenciado em Pedagogia pela Fundação das Escola do Planalto Norte Catarinense (FUNPLOC). Especialista em Metodologia do Ensino pela Universidade Federal do Paraná (UFPr). Mestre em Educação: Ensino Superior, pela Universidade Regional de Blumenau (Furb). Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) na linha de pesquisa Universidade: teoria e prática. Atuação profissional: Professor efetivo do quadro do magistério público estadual na EEB Santa Cruz. No ensino superior é docente credenciado pela Universidade do Contestado (UnC) como docente nos cursos de graduação. Na UnC ocupou cargos de coordenador de Curso de Graduação, do programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional, Direção Acadêmica do Campus Universitário de Canoinhas até o ano de 2010. Integrante do corpo docente do Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional como responsável pelas disciplinas Universidade e Desenvolvimento Regional e Educação e Desenvolvimento Regional. Líder do grupo de pesquisa  Educação, Política e Sociedade dedicando-se a pesquisas nas seguintes linhas: Educação básica e profissional no Brasil; Educação e desenvolvimento regional; Formação de Educadores; Políticas Educacionais no Brasil e Desenvolvimento Local/Regional; Universidade e desenvolvimento local/regional; Universidade: história, políticas e avaliação. Integra o banco de avaliadores do MEC/INEP e do CEE/SC. Participou como delegado da CONAE nas esferas municipal, estadual e federal nas edições de 2014 e 2018. Integra: a) Comissão Estadual para Monitoramento e Avaliação do Plano Estadual de Educação - Cemapee para o decênio 2015 - 2024; b) o Fórum de Acompanhamento do Plano Municipal de Educação de Canoinhas. Integra o Conselho Municipal de Educação de Canoinhas, sendo seu Presidente

Publicado
2020-11-06
Como Citar
JuraszekL., & GumbowskyA. (2020). Jovem Aprendiz no Cenário das Políticas Públicas de Emprego. Desenvolvimento Em Questão, 18(53), 369-385. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2020.53.369-385
Seção
Artigos