Um Olhar para a Integração Vertical a Partir de Recursos e Capacidades Organizacionais: Um Estudo em Fábricas do Setor de Confecção de Roupas

Palavras-chave: Visão Baseada em Recursos. Recursos e capacidade estratégicos. Integração Vertical. Estruturas de governança. Vantagem competitiva.

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de compreender a influência dos recursos e capacidades estratégicos na escolha pela integração vertical em fábricas de confecção de roupas femininas de Maringá. Para atingir o objetivo proposto, realizou-se uma pesquisa teórico-empírica, de natureza qualitativa e do tipo descritiva, utilizando-se de entrevistas semiestruturadas com gerentes e sócios das fábricas de confecção de roupas. No que se refere aos resultados, identificou-se que, em todas as fábricas, é utilizado a estrutura de governança integração vertical no processo de modelagem e criação, etapa que se constituem a identidade dessas empresas. Também foi identificado a presença de contratos, principalmente na etapa de costura. Constatou-se que a integração vertical, como possível fonte geradora de vantagem competitiva em fábricas de confecção de roupas, é influenciada por recursos e capacidades estratégicos, notadamente recursos físicos (máquina de corte automatizado, software próprio, estrutura física própria), sendo que esses recursos foram encontrados, principalmente, nas empresas que são mais integradas verticalmente. Conclui-se que as fábricas que possuem maior nível de integração vertical, são também as que possuem mais recursos e capacidades estratégicos, potenciais geradores de vantagem competitiva.

Biografia do Autor

Bianca Ferreira, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Graduada em Administração pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Cleiciele Albuquerque Augusto, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Doutora em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Publicado
2020-11-06
Como Citar
FerreiraB., & AugustoC. (2020). Um Olhar para a Integração Vertical a Partir de Recursos e Capacidades Organizacionais: Um Estudo em Fábricas do Setor de Confecção de Roupas. Desenvolvimento Em Questão, 18(53), 307-329. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2020.53.307-329
Seção
Artigos