Framework Integrativo de Inovação Social Colaborativa a Partir do Projeto Rondon

Palavras-chave: Inovação Social; Colaboração; Abordagem Integrativa.

Resumo

Para se avançar no campo da inovação social, é essencial compreender o processo de geração de valor e como as interações entre os atores podem gerar algo inovador. O objetivo desse artigo é caracterizar a dinâmica de um framework integrativo de inovação social por meio das relações colaborativas do Projeto Rondon. Foi proposto um framework integrativo teórico, a partir da análise da literatura, composto de quatro dimensões de análise - desafios sociais, processo, redes e resultados, as quais subsidiaram a coleta de dados, com uso de abordagem qualitativa, por meio de entrevistas em profundidade e grupos focais com total de 38 pessoas, as quais são participantes do Núcleo Extensionista Rondon da Universidade do Estado de Santa Catarina, gestores públicos e com a comunidade de Rancho Queimado. Evidencia-se que a universidade viabiliza o fortalecimento das redes colaborativas entre os atores e as práticas cocriativas implicam no valor social mútuo, favorecendo o compartilhamento de conhecimentos e recursos. Em um esforço inicial de construir uma visão sistêmica, compreende-se que para avançar rumo a um novo paradigma de inovação social é necessário estimular modelos colaborativos, intersetoriais e inclusivos, de modo a proporcionar soluções inovadoras que efetivamente gerem valor na solução de problemas sociais. Por fim, recomenda-se investigações futuras para avanços da temática de inovação social.

Biografia do Autor

Eloisa Torlig, Universidade de Brasília (UnB)

Doutoranda em Administração pela Universidade de Brasília (UnB).

 

Mestre em Administração Pública pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de Brasília (PPGA / UnB). Graduada em Turismo pela Universidade Estadual de Goiás (2009).

Pedro Carlos Resende Junior, Universidade de Brasília (UnB)

Doutor em Administração pela Universidade de Brasília (UnB). Professor da Universidade de Brasília (UnB).

 

Doutor em Administração pela Universidade de Brasília. Pós-Doutorado em Gestão da Inovação pela Universidade do Minho (Portugal). Pesquisador Titular da Universidade de Brasília. Pós-graduação em Engenharia da Informação. Pós-graduação em Qualidade e Produtividade. Pós-graduação em Marketing. Graduado em Tecnologia de Processamento de Dados.

Ricardo Ken Fujihara, Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), Distrito Federal

Doutor em Administração de Empresas pela Universidade de Brasília (UnB). Diretor da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT/DF).

 

Linha de pesquisa: comportamento e tecnologia do consumidor. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (UnB): Linha de Pesquisa: Gestão do Conhecimento. Pós-graduado em Estatística - Métodos Quantitativos (UnB), Gestão de Pessoas (UnB), Marketing (FGV), Administração Financeira (FGV) e Auditoria (FGV). Técnico em Contabilidade (SENAC). Certificado em Gerente de Comércio Eletrônico e Marketing Digital. Estatístico Sênior do Correio Brasileiro. Professor de Estatística e Métodos Quantitativos na Faculdade SENAC.

Lana Montezano, Universidade de Brasília (UnB)

Doutoranda em Administração pela Universidade de Brasília (UnB). 

Publicado
2020-11-06
Como Citar
TorligE., Resende JuniorP., FujiharaR., & MontezanoL. (2020). Framework Integrativo de Inovação Social Colaborativa a Partir do Projeto Rondon. Desenvolvimento Em Questão, 18(53), 330-351. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2020.53.330-351
Seção
Artigos