Artesanato, Identidade Cultural e Mercado Simbólico: dinâmica da Vila Progresso em Caçapava do Sul-RS

  • Daiane Loreto de Vargas Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Marco Antônio Verardi Fialho Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Palavras-chave: Artesanato, Comercialização, Cultura, Simbologias

Resumo

As pesquisas sobre os elementos culturais e simbólicos que compõem os diferentes territórios têm ganhado destaque nas ciências sociais. No contexto do pampa gaúcho destaca-se os estudos sobre os saberes tradicionais das comunidades rurais e as dinâmicas comerciais dos artigos artesanais, como as confecções produzidas artesanalmente em lã. Destaca-se que a produção artesanal pode estar relacionada aos aspectos tradicionais de uma determinada região, “re”produzindo elementos identitários de uma cultura através da confecção e comercialização de produtos simbólicos. Para compreender tais questões, tomou-se por base a dinâmica comercial dos produtos artesanais confeccionados pelos artesãos da comunidade rural da Vila Progresso em Caçapava do Sul – RS. Nesse sentido, o presente trabalho tem por objetivo entender como se desenvolveu a dinâmica comercial dos artigos artesanais produzidos e comercializados no local.

Biografia do Autor

Daiane Loreto de Vargas, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural da Universidade Federal de Santa Maria(UFSM). Professora voluntária no Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSM.

Marco Antônio Verardi Fialho, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutor em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Professor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Publicado
2019-10-17
Como Citar
Vargas, D., & Fialho, M. A. (2019). Artesanato, Identidade Cultural e Mercado Simbólico: dinâmica da Vila Progresso em Caçapava do Sul-RS. Desenvolvimento Em Questão, 17(49), 191-208. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2019.49.191-208
Seção
Artigos