A ATUALIDADE DO LIBERALISMO POLÍTICO DE BOBBIO NA ÉPOCA DO LIBERALISMO ECONÔMICO E DO POPULISMO AUTORITÁRIO

  • Giuseppe Tosi UFPB

Resumo

Após a queda do muro de Berlim, os intelectuais liberais manifestaram a cauta esperança de que o encerramento do período histórico da guerra fria abriria uma nova era de expansão do Estado Democrático de Direito no mundo. Esta esperança se realizou em parte (a terceira onda de Huntington), mas está hoje em crise tanto nos regimes democráticos consolidados como nos novos regimes políticos que saíram de regimes autoritários. Os países que não experimentaram historicamente a democracia liberal, como a China e a Rússia, são governados por regimes de liberalismo econômico e de autoritarismo político; as primaveras árabes, na maioria dos casos, não resultaram em regimes democráticos, mas em guerras civis e/ou ditaduras militares; e nos países de tradição democrática como a Europa e os Estados Unidos a ideologia política que mais cresce é o populismo de extrema direta. Bobbio viria com preocupação este movimento, porque era favorável a um liberalismo político, mas mantinha severas restrições ao liberalismo econômico, e era também um crítico do populismo, que considerava uma forma de democracia plebiscitária com rasgos autoritários. Diante deste contexto, queremos debater a atualidade do liberalismo bobbiano, na esperança de que não estamos assistindo aos “últimos capítulos” de uma longa e gloriosa tradição. Faremos isso analisando três diferentes tipos de liberalismo (político, econômico e social), e três diferentes tipos de democracia (elitista, plebiscitária e participativa), relacionando-as entre elas na procura da “melhor forma de governo”. Finalmente teceremos algumas breves considerações sobre a situação política brasileira à luz desses princípios.

Palavras-chave: Liberalismo político; liberalismo econômico; democracia; populismo; autoritarismo.

Biografia do Autor

Giuseppe Tosi, UFPB

Giuseppe Tosi (1951) formou-se em Filosofia pela Universidade Católica de Milão (1976). Fez o Doutorado em Filosofia (Dottorato di Ricerca in Filosofia) na Universidade de Pádua, Itália (1996-1999), diploma reconhecido em 2017 pela Universidade Federal da Paraíba. Realizou o Pós-Doutorado no Departamento de Teoria e História do Direito da Universidade de Firenze, Itália (2005-2006) e na Universidade de Camerino (2011/12). Atualmente é Professor Titular, classe "E" de magistério superior, (progressão conseguida em 2018 através uma defesa de tese), do Departamento de Filosofia da Universidade Federal da Paraíba. É membro do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (mestrado e doutorado integrado UFRN-UFPE-UFPB) da UFPB e do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas (mestrado). De 2007 a 2011, coordenou o Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos da UFPB do qual continua como membro. De 2012 a 2014 foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas do CCHLA do qual assumiu o cargo de vice-coordenador em 2016. Publicou 22 artigos em periódicos especializados, 03 livros como autor, 14 livros como organizador e 49 capítulos de livros. Participou de vários eventos no Brasil e no exterior e organizou 19 eventos no Brasil. Orientou 09 teses de doutorado, 28 dissertações de mestrado, 09 projetos de iniciação científica, 30 trabalhos de conclusão de curso de graduação e 15 de especialização nas áreas de Filosofia, Direito e Sociologia. Atua na área de Filosofia, com ênfase na Filosofia Política e na Teoria e História dos Direitos Humanos e da Democracia. Em suas atividades profissionais interagiu com vários colaboradores em co-autoria de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica são: Direitos Humanos, Jusnaturalismo, Liberalismo, Socialismo, Cristianismo Social, Estado democrático de Direito, Justiça de Transição, Educação em Direitos Humanos. Autores: Aristóteles, Bartolomé de Las Casas e Norberto Bobbio 

Publicado
2020-12-15
Como Citar
TosiG. (2020). A ATUALIDADE DO LIBERALISMO POLÍTICO DE BOBBIO NA ÉPOCA DO LIBERALISMO ECONÔMICO E DO POPULISMO AUTORITÁRIO. Revista Direitos Humanos E Democracia, 8(16), 177-193. https://doi.org/10.21527/2317-5389.2020.16.177-193