OS DIREITOS HUMANOS, A MULTICULTURALIDADE E O RISCO DO CHOQUE DE CIVILIZAÇÕES: UMA ANÁLISE DO MUNDO PÓS-GUERRA FRIA

  • Gilmar Antonio Bedin Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
  • Elenise Felzke Schonardie Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
  • Aline Michele Pedron Leves Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
Palavras-chave: Direitos Humanos; Globalização; Multiculturalidade; Sociedade de Risco

Resumo

O presente tem como objetivo examinar, no mundo pós-guerra fria, a emergência da globalização e os riscos de choque de civilizações daí decorrentes. Partindo do pressuposto de que o direito e a história sempre estiveram algum nível de conexão, nota-se que as transformações do pós-segunda Guerra mundial e os processos decorrentes do fenômeno da globalização tornaram mais evidente esse processo e que, em consequência, potencializaram os riscos de conflitos de grande intensidade e violação dos direitos humanos. Nesse sentido, torna-se evidente o questionamento acerca de como é possível superar os impasses, os choques ou os conflitos resultantes das aproximações entre as civilizações de culturas e identidades heterogêneas e, assim, avançar na construção de uma sociedade internacional pacífica e coesa. Para tanto, são analisadas, mediante a utilização do método hipotético-dedutivo e da técnica de pesquisa bibliográfica, com aporte teórico-sociológico nas obras de Ulrich Beck e Samuel Huntington, as interseções da sociedade de risco e a interdependência multicultural que se estabelece na nova estrutura da ordem mundial. Com efeito, muitos povos se entrechocam uns com os outros em virtude de suas culturas e ideologias distintas, fato esse que coloca em xeque os parâmetros soberania estatal e contribui para que se acentuem os problemas, a fragmentação e o ressurgimento de racismos, nacionalismos e fundamentalismos. Em consequência, torna-se necessária a ampliação das iniciativas fortalecem o diálogo entre as diferentes culturas existentes e a proteção internacional dos direitos humanos.

Biografia do Autor

Gilmar Antonio Bedin, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Doutor em Dirieto do Estado pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Professor Permanente do Curso de Graduação em Direito e dos Programas de Pós-Graduação em Direito da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ - e da Universidade Reginal Integrada - URI Santo Ângelo.

Elenise Felzke Schonardie, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Doutora em Ciências Sociais pela UNISINOS e Mestre em Direito pela UNISC. Professora do Programa de Pós-Graduação em Direito – Cursos de Mestrado e Doutorado em Direitos Humanos da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ. Integrante do Grupo de Pesquisa do CNPq: Direitos Humanos, Governança e Democracia; e, Direitos Humanos, Justiça Social e Sustentabilidade. Advogada. E-mail: elenise.schonardie@unijui.edu.br

Aline Michele Pedron Leves, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Mestra pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito - Curso de Mestrado em Direitos Humanos da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ; Bacharela em Direito pela UNIJUÍ; Integrante do Grupo de Pesquisa do CNPq: Direitos Humanos, Governança e Democracia; Advogada. E-mail: alineleves@hotmail.com.

Publicado
2019-12-20
Como Citar
BedinG., Felzke SchonardieE., & Pedron LevesA. (2019). OS DIREITOS HUMANOS, A MULTICULTURALIDADE E O RISCO DO CHOQUE DE CIVILIZAÇÕES: UMA ANÁLISE DO MUNDO PÓS-GUERRA FRIA. Revista Direito Em Debate, 28(52), 92-105. https://doi.org/10.21527/2176-6622.2019.52.92-105
Seção
ARTIGOS