EFEITOS DO TREINAMENTO MUSCULAR INSPIRATÓRIO NA BIOMECÂNICA DA DEGLUTIÇÃO DE PACIENTES COM BRONQUIECTASIA: SÉRIE DE CASOS

Palavras-chave: Bronquiectasia. Deglutição. Transtorno da deglutição. Reabilitação

Resumo

Objetivo: analisar os efeitos do Treinamento Muscular Inspiratório na deglutição de sujeitos com bronquiectasia. Método: ensaio clínico experimental randomizado não cegado. Os participantes realizaram avaliação clínica da deglutição, videofluoroscopia e manovacuometria. A amostra foi dividida em dois grupos, sendo que o grupo controle que realizou fisioterapia respiratória convencional e grupo estudo que associou essa ao treinamento muscular inspiratório com POWERbreathe. Resultados: avaliados 11 indivíduos com bronquiectasia, a maioria com deglutição normal (63,6%), adultos de meia idade (54,5%) do sexo feminino (72,7%). Houve boa concordância entre os juízes que analisaram a biomecânica da deglutição antes e após as intervenções. Em ambos os grupos a PImáx foi maior após intervenção (P=0,007). Entretanto, a PImáx foi superior no grupo estudo, em relação ao grupo controle (P=0,034). Houve melhora em ambos os grupos em algumas variáveis como atraso do início da fase faríngea e resíduos em valéculas, embora sem significância estatística. Conclusão: a realização do treinamento muscular inspiratório não gerou efeitos significativos sobre a biomecânica da deglutição.

Publicado
2020-11-04
Como Citar
GonçalvesB. F., PereiraM., & MancopesR. (2020). EFEITOS DO TREINAMENTO MUSCULAR INSPIRATÓRIO NA BIOMECÂNICA DA DEGLUTIÇÃO DE PACIENTES COM BRONQUIECTASIA: SÉRIE DE CASOS. Revista Contexto & Saúde, 20(40), 12-21. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2020.40.12-21
Seção
Fisioterapia & Saúde