Análise quantitativa da fase oral da deglutição em indivíduos com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Autores

  • Lidia Lis Tomasi
  • Nathalia de Morais Rockenbach Universidade Federal de Santa Maria
  • Jeferson Nei Gonçalves Maciel
  • Roberta Gonçalves da Silva
  • Adriane Schmidt Pasqualoto
  • Renata Mancopes

Palavras-chave:

Doença pulmonar, transtornos da deglutição, saúde bucal, fenômenos biomecânicos, Análise quantitativa, fluoroscopia

Resumo

Introdução: Estudos sobre análise quantitativa da deglutição são de extrema importância, porém, ainda não estão definidos na literatura os parâmetros de normalidade e existem diferentes escalas de avaliação dos fenômenos biomecânicos desta função.  Investigar as diferentes definições das variáveis quantitativas temporais pode contribuir para a melhor definição e determinação dos tempos e marcadores fisiológicos da deglutição para diferentes populações. Objetivo: Analisar, de forma quantitativa, a fase oral da deglutição de indivíduos com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Método: Foram incluídos 25 indivíduos adultos clinicamente estáveis com DPOC, média de idade de 65,7±8,9, ambos os sexos. A análise foi feita a partir da Videofluoroscopia da deglutição (VFD). Três juízes cegados e treinados realizaram a análise da variável quantitativa temporal Tempo de Trânsito Oral seguindo a classificação proposta por dois diferentes autores (TTO e TTOT), bem como das variáveis visuoperceptuais. O estado de conservação dentaria também foi avaliado. Resultados: Observou-se TTO de 2,09s para líquido e 1,61s para pastoso, e TTOT de 2,34s e 1,84s para líquido e pastoso, respectivamente. Os TTO estão alterados e maiores à medida que a gravidade da DPOC aumenta. Para ambas as consistências, o local do disparo da deglutição ocorreu em regiões anatômicas superiores. Houve ausência de escape posterior precoce e resíduo faríngeo na maioria dos pacientes. Conclusão: Observou-se alteraçao na fase oral da deglutição em indivíduos com DPOC os quais apresentaram TTO aumentado e mau estado de conservacao dentaria.

Biografia do Autor

Lidia Lis Tomasi

Graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), mestre em  Distúrbios da Comunicação Humana pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) 

Nathalia de Morais Rockenbach, Universidade Federal de Santa Maria

Graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), mestranda em  Distúrbios da Comunicação Humana pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) 

Jeferson Nei Gonçalves Maciel

Graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Grupo de Pesquisa Estudos Multidisciplinares em Deglutição e Disfagia/UFSM

Roberta Gonçalves da Silva

Graduação em Fonoaudiologia pela Universidade do Sagrado Coração, Mestrado em Distúrbios da Comunicação Humana pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Doutorado em Clínica Médica na Área de Metabolismo e Nutrição pela Faculdade de Medicina de Botucatu-(UNESP), Pós-Doutorado em Clínica Médica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão-Preto (USP) e Estágio de Pesquisa no Exterior na University of Toronto-Canadá, Professor Assistente Doutor da Graduação e Programa de Pós-Graduação em Fonoaudiologia do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)

Adriane Schmidt Pasqualoto

Graduação em Fisioterapia  pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), mestrado em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado (UNIJUÍ), doutorado em Ciências Pneumológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Professora Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria

Renata Mancopes

Graduação em Fonoaudiologia pelo Instituto Metodista de Educação e Cultura (IMEC), mestre em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), doutorado em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Pós-Doutorado pela University Health Network (UHN), Canadá.

Publicado

2022-11-16

Como Citar

Tomasi, L. L., Rockenbach, N. de M., Maciel, J. N. G., da Silva, R. G., Pasqualoto, A. S., & Mancopes, R. (2022). Análise quantitativa da fase oral da deglutição em indivíduos com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. Revista Contexto & Saúde, 22(46). Recuperado de https://revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoesaude/article/view/10329

Edição

Seção

Artigos