PREVALÊNCIA DA AUTOMEDICAÇÃO EM ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM EM UMA FACULDADE DE CAXIAS DO SUL

  • Fábio Gil Ferreira Faculdade Nossa Senhora de Fátima
  • Janaina Samantha Martins de Souza Faculdade Nossa Senhora de Fátima
  • Roberta Soldatelli Pagno Paim Faculdade Nossa Senhora de Fátima
Palavras-chave: Automedicação, Estudantes de Enfermagem, Autocuidado.

Resumo

O objetivo deste estudo é verificar a utilização e a prevalência da automedicação nos acadêmicos de Enfermagem. Trata-se de uma pesquisa quantitativa exploratória. Participaram da pesquisa 45 alunos de uma Instituição de Ensino Superior em Caxias do Sul-RS. As informações foram coletadas por meio de questionário com perguntas fechadas, sendo submetido à análise de conteúdo. A pesquisa ocorreu em conformidade com as Diretrizes e Normas Regulamentadas de Pesquisa envolvendo Seres Humanos, do Conselho Nacional de Saúde, dispostas na Resolução nº 466/2012. A coleta de dados teve início após a autorização da instituição cenário do estudo e a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Associação Cultural e Científica Nossa Senhora de Fátima. Verificou-se que 100% dos estudantes utilizam ou já utilizaram medicação sem prescrição médica. Ao se automedicarem, os acadêmicos baseiam-se em conhecimento próprio e nos profissionais que trabalham nas farmácias. A cefaleia foi o sintoma mais comum para a prática da automedicação, sendo o paracetamol o fármaco mais consumido. O índice de automedicação após o início da graduação não atingiu a metade dos acadêmicos que utilizaram menos medicação sem prescrição médica, fazendo com que se perceba que o conhecimento não influenciou significativamente no resultado. Pela sobrecarga de trabalho, estresse, múltiplas tarefas, o consumo por conta própria torna - se uma atividade prática e cômoda. Os resultados encontrados reforçam a necessidade de conscientização dos acadêmicos de Enfermagem quanto ao uso racional de medicamentos, de forma que os mesmos informem as pessoas de seu convívio quanto aos riscos da automedicação.

  

Publicado
2019-07-11
Como Citar
Gil Ferreira, F., Martins de Souza, J., & Soldatelli Pagno Paim, R. (2019). PREVALÊNCIA DA AUTOMEDICAÇÃO EM ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM EM UMA FACULDADE DE CAXIAS DO SUL. Revista Contexto & Saúde, 19(36), 46-52. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2019.36.46-52
Seção
Enfermagem & suas contribuições para prática