EMPREGO DE ÓLEOS ESSENCIAIS COMO MATÉRIA-PRIMA PARA A PRODUÇÃO DE REPELENTES DE INSETOS

  • Angelica Gomes Coelho Faculdade Integral Diferencial Facid|Wyden
  • Ezequielina Raquel Leal Faculdade Integral Diferencial-Wyden
  • Jeany Francisca Sampaio de Vasconcelos
Palavras-chave: Repelentes, Cosméticos, Óleos Essenciais e Planta

Resumo

Os óleos essenciais extraídos de plantas são comuns e popularmente empregados como alternativa aos repelentes sintéticos comercializados. Assim, o presente trabalho propõe-se a realizar uma revisão sistemática na literatura sobre o emprego de óleos essenciais na análise e desenvolvimento de formulações repelentes. Realizou-se uma busca por artigos científicos usando os descritores “Repellent*”, “Plant*”, “Essential* oil*” e “Cosmetic*”, nas bases de dados: SciELO e PubMed®. As publicações selecionas foram analisadas quanto ao país de origem; famílias mais estudadas; partes das plantas mais empregadas; métodos de extração empregados e tipo de formulações repelentes desenvolvidas. A busca realizada resultou em um total de 241 artigos científicos, em sua maioria do ano de 2015. Encontraram-se espécies das mais diferentes famílias, destacando-se a Asteraceae. Além disso a maioria das publicações é originária da China e do Brasil, sendo a folha a parte da planta mais utilizada e a hidrodestilação o método extrator mais prevalente. Contudo, a representativa pesquisa acerca dos óleos vegetais repelentes está associada à divulgação de apenas cinco formulações cosméticas repelentes, as quais possivelmente teriam maior segurança de uso e menor valor agregado. Tal fato pode significar, para o mercado cosmético brasileiro, o aproveitamento incompleto ou tardio das propriedades investigadas e comprovadas através dos estudos científicos.

Publicado
2019-12-17
Como Citar
Coelho, A., Leal, E., & de Vasconcelos, J. F. (2019). EMPREGO DE ÓLEOS ESSENCIAIS COMO MATÉRIA-PRIMA PARA A PRODUÇÃO DE REPELENTES DE INSETOS. Revista Contexto & Saúde, 19(37), 178-182. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2019.37.178-182
Seção
Contexto & Saúde - Geral