ANALISE DAS QUANTIDADES DE ÓLEO E SAL DE ADIÇÃO EM REFEIÇÕES ESCOLARES

  • Roseane Moreira Sampaio Barbosa
  • Nathalia Cardoso Oliveira
  • Daniele Mendonça Ferreira
  • Patrícia Camacho Dias
  • Silvia Pereira Universidade Federal Fluminense
  • Daniele da Silva Bastos Soares
  • Patrícia Henriques
Palavras-chave: Alimentação Escolar, Sódio, Gorduras na Dieta, Almoço

Resumo

O presente estudo teve o objetivo de verificar as quantidades de sal e óleo de adição nas refeições “almoço” ofertadas em uma escola municipal do estado do Rio de Janeiro e comparar com a recomendação do Programa Nacional de Alimentação Escolar-PNAE. Inicialmente foram determinadas as quantidades utilizadas de sal e óleo às preparações alimentares das refeições, a partir da diferença entre o peso das quantidades de sal e óleo inicial e final diário disponível para uso na Unidade de Alimentação e Nutrição Escolar - UANE. Após o preparo, pesou-se o rendimento total das preparações alimentares e estabelecido o percentual de sal/óleo utilizados no total de preparações presentes nas refeições produzidas naquele dia. Em seguida, foi determinado o peso da porção da refeição ofertada aos escolares e então aplicado o percentual determinado anteriormente e calculada a quantidade de sal/óleo adicionados nas refeições oferecidas aos escolares. Foram encontrados como média 3,05g de sal por refeição, estando acima do que é preconizado pelo PNAE, e em relação às gorduras totais, a porção apresentou-se acima da recomendação por refeição, 7,5g, com o valor médio de 12,54g/refeição. Concluiu-se que existe a necessidade de redução das quantidades de sódio e óleo de adição no preparo das refeições que são distribuídas aos escolares e que estas devem ser padronizadas para não superar o limite de 1g de sal/refeição/aluno e manter o limite recomendável delipídios.

Publicado
2020-06-30
Como Citar
BarbosaR., OliveiraN., FerreiraD., DiasP., PereiraS., SoaresD., & HenriquesP. (2020). ANALISE DAS QUANTIDADES DE ÓLEO E SAL DE ADIÇÃO EM REFEIÇÕES ESCOLARES. Revista Contexto & Saúde, 20(38), 138-144. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2020.38.138-144
Seção
Nutrição & Saúde