EDUCAÇÃO INCLUSIVA E REDES DE APOIO: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA REALIDADE ESCOLAR

Palavras-chave: Educação;, Serviços de Saúde;, Pessoas com deficiência.

Resumo

O estudo busca analisar o contexto, no qual, insere-se uma escola pública, a fim de identificar as estratégias de articulação e atendimento as/aos alunas/os com deficiência. Trata-se de um estudo qualitativo, caracterizado quanto aos objetivos como uma pesquisa descritiva. O procedimento de coleta de dados se deu por meio da observação participante no ambiente escolar e em locais próximos a escola e de entrevista semiestruturada com a coordenadora pedagógica da escola e com a gestora da Estratégia de Saúde da Família (ESF) adstrita. A escola possui 1290 alunas/os, destes 53 possuem alguma deficiência. A articulação entre a escola e a ESF ocorre por meio do Programa Saúde na Escola (PSE) e através do encaminhamento das/os alunas/os para atendimento no serviço de saúde. Quanto as/aos alunas/os com deficiência, a ESF faz o acompanhamento de alguns casos em específico, no entanto, a ESF e nem mesmo o município possuem uma estrutura para o atendimento de todas as especificidades. Constatamos, por fim, que a escola, possui uma grande demanda de alunas/os com deficiência e apesar da oferta de atendimento especializado, a mesma carece de um apoio complementar.

Biografia do Autor

Caroline Andressa Bortoluzzi Zalamena, Universidade Federal do Pampa

Graduanda do Curso de Fisioterapia, bolsista do Programa de Educação Tutorial - Práticas Integradas em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Pampa. 

Rodrigo de Souza Balk, Universidade Federal do Pampa

Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica Toxicológica) pela Universidade Federal de Santa Maria, Brasil, Professor da Universidade Federal do Pampa , Brasil. 

Publicado
2019-08-30
Como Citar
Motta da Costa e Silva, T., Bortoluzzi Zalamena, C., & de Souza Balk, R. (2019). EDUCAÇÃO INCLUSIVA E REDES DE APOIO: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA REALIDADE ESCOLAR. Revista Contexto & Educação, 34(109), 25-35. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2019.109.25-35