TRATAMENTO FARMACOLÓGICO E NÃO FARMACOLÓGICO NO MANEJO DA DOR DE PACIENTES EM PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO (POI)

Palavras-chave: Manejo da dor; Pós-operatório; Tratamento farmacológico; Terapia complementar; Eventos adversos.

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar evidências científicas referentes às modalidades farmacológicas e não farmacológicas utilizadas no manejo da dor de pacientes em Pós-Operatório Imediato (POI) de cirurgias em geral. Este é uma revisão integrativa da literatura realizada nas bases LILACS, MEDLINE/PUBMED, Scopus e Web of Science, entre 2002 e 2017, que resultou na análise de 38 artigos científicos. Dos artigos analisados, 71% abordaram métodos farmacológicos e 28% medidas não farmacológicas para o tratamento da dor no POI. O manejo adequado da dor é de responsabilidade dos profissionais envolvidos no cuidado e os hospitais devem ter equipes e procedimentos para alívio da dor para diminuir efeitos colaterais, tempo de hospitalização e acelerar a recuperação do paciente. Os métodos não farmacológicos podem ser uma modalidade complementar promissora para melhorar a dor no pós-operatório, pois são técnicas acessíveis e fáceis de serem executadas e quando praticada por profissionais capacitados, os eventos adversos ocorrem raramente.

Biografia do Autor

Gabriela Elisa Hirsh, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI)

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal de Santa Maria (2008), mestrado em Ciência e Tecnologia dos Alimentos (Linha de Pesquisa em Qualidade dos Alimentos) pela Universidade Federal de Santa Maria (2011), doutorado em Ciências Biológicas - Bioquímica (Laboratório de Proliferação e Viabilidade Celular e Metabolismo de Lipídeos) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Atualmente é Pós-doutoranda no Programa de Pós-graduação em Atenção Integral à Saúde (PPGAIS; Mestrado) na Universidade de Cruz Alta. Atou em disciplinas de Toxicologia dos Alimentos no Curso de Farmácia (UFSM), Métodos em Bioquímica nos cursos de Biologia e Biomedicina (UFRGS). Atualmente, é professora colaboradora no programa de Pós-graduação em Atenção Integral à Saúde nas disciplinas Ensaios Químicos e Biológicos aplicados em Saúde, Biomedicina Vascular, Biomarcadores Celulares e Moleculares das Populações, Experimentação em Modelos Animais e Seminários Temáticos.

Publicado
2020-11-04
Como Citar
NascimentoS., HirshG., PrettoC., ColetC., & StummE. (2020). TRATAMENTO FARMACOLÓGICO E NÃO FARMACOLÓGICO NO MANEJO DA DOR DE PACIENTES EM PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO (POI). Revista Contexto & Saúde, 20(40), 102-117. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2020.40.102-117
Seção
Exercício Físico & Saúde