A PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE AS MULHERES NA CIÊNCIA BRASILEIRA

Resumo

Este artigo tem como objetivo pesquisar o estado da arte da produção acadêmica sobre as mulheres na ciência brasileira entre 2007 e 2017. Como estratégias de busca, utilizou-se os descritores “mulheres na ciência”, “mulher e ciência”, “mulheres cientistas”, “gênero e ciência”, tendo como fonte o Portal de Periódicos da Capes, o Catálogo de Teses e Dissertações da Capes, a Base Scielo e a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Neste estudo, selecionou-se 04 periódicos nacionais, classificados como A1, A2, B1 e B2 no Qualis – Capes e neles foram analisados 24 artigos. Os resultados revelam uma participação inegável das mulheres no campo científico, crescendo nas Ciências Biológicas, na Matemática e na Química. Demonstram uma atuação, mesmo que modesta, na Engenharia e na Física. A equação mulheres X mundo da ciência ainda não é a ideal, mesmo considerando os avanços recentes.

Palavras-Chave: Mulheres Cientistas. Estado da Arte. Gênero. Ciência Brasileira.

Publicado
2020-09-09
Como Citar
da ConceiçãoJ., & Fontoura TeixeiraM. (2020). A PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE AS MULHERES NA CIÊNCIA BRASILEIRA. Revista Contexto & Educação, 35(112), 280-299. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2020.112.280-299