INTERCULTURALIDADE EM “THAT DEAF GUY”: USO DE TIRAS PARA PROBLEMATIZAÇÃO DE ESTEREÓTIPOS E PRECONCEITOS CONTRA SUJEITOS SURDOS E SUA LÍNGUA DE SINAIS

Resumo

As tiras em quadrinhos “That Deaf Guy”, de Matt Daigle e Kay Daigle, operam com a interculturalidade para problematizar estereótipos e preconceitos contra pessoas surdas e sua língua de sinais, a partir do viés do próprio sujeito da experiência e do humor como estratégia para desconstrução de ideias pré-estabelecidas e não ressignificadas. Defende-se, pois, a importância do uso desses textos na escolarização de alunos surdos e não surdos para que possam ter contato com outras formas de representação da surdez, para além da esfera da deficiência, encaminhando para o reconhecimento das diferentes formas de vivenciar a condição surda.

Biografia do Autor

Alessandra Gomes da Silva, Instituto Nacional de Educação de Surdos

É doutoranda no Programa de Pós-graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da PUC-Rio. Tem Mestrado pelo mesmo programa (2016). Possui graduação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), bacharelado e licenciatura em Letras (português-francês) e suas respectivas Literaturas. Desde 2006, é professora de Ensino Básico e Educação Tecnológica do Instituto Nacional de Educação de Surdos, atuando nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão. Possui, desde 2010, o certificado de proficiência no Uso e no Ensino da Libras (PROLIBRAS). Atuou em cursos de aperfeiçoamento e especialização, nas áreas de Letras e Educação de Surdos. 

Publicado
2019-08-30
Como Citar
Peregrino, G., & da Silva, A. (2019). INTERCULTURALIDADE EM “THAT DEAF GUY”: USO DE TIRAS PARA PROBLEMATIZAÇÃO DE ESTEREÓTIPOS E PRECONCEITOS CONTRA SUJEITOS SURDOS E SUA LÍNGUA DE SINAIS. Revista Contexto & Educação, 34(109), 134-149. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2019.109.134-149