A APRENDIZAGEM E O TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO BRASILEIRA

Palavras-chave: TDAH; Aprendizagem; Diagnóstico; Medicalização.

Resumo

O presente trabalho tem como intuito investigar o tema Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH no âmbito da educação brasileira. Mais especificamente as perspectivas do meio científico a respeito do diagnóstico nas salas de aula regulares e suas consequências através de uma pesquisa bibliográfica. Neste sentido, foram analisados 24 artigos da base de dados Scielo Brasil, em um recorte nos últimos 10 anos (2007-2017). Tivemos como resultado que os artigos correspondem a área médica, mais especificamente a clínica médica, neurociências, fonoaudiologia e Psicologia. A maioria deles aborda o TDAH pela perspectiva neurobiológica com terapêutica medicamentosa. Os outros apontam para a problemática da emergência do grande número de escolares diagnosticados e medicalizados. Conclui-se que é uma discussão nova que busca o olhar multidisciplinar e a dimensão crítica da aprendizagem de pessoas diagnosticadas com esse transtorno.

Biografia do Autor

Francisca Graziele Costa Calixto, Centro de Atenção Psicossocial Alcool e outras Drogas - AD/ Psicóloga

Psicóloga. Graduada pela Universidade Federal do Ceará. Especialista em Saúde Mental e Psicopedagogia clínica, institucional e hospitalar. Atua como psicóloga clínica de orientação psicanalítica e no Caps-Ad de Sobral-CE

Stela Lopes Soares, Centro Universitário INTA - UNINTA

Professora de Educação Física pela Universidade Estadual Vale do Acaraú- UVA

Fisioterapeuta pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada - INTA.

Especliasta em Docência no Ensino na Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Especliasta em Saúde da Família pela Universidade Estadual Vale do Acaraú- UVA

 Especialista em Gerontologia pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada - INTA.

Mestra em Ensino na Saúde pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física Escolar (GEPEFE).

Professora do Curso de Educação Física e de Fisioterapia no Centro Universitário INTA (UNINTA)

Professora do Curso de Fisioterapia na Faculdade Alencarina (FAL)

Francisco Ullissis Paixão e Vasconcelos, PROFESSOR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ -UVA

DOUTOR EM EDUCAÇÃO pela Universidade del Mar - Chile, DOUTORANDO EM PSICOLOGIA, pela Universidade Federal do Ceará - UFC, MESTRE EM CIENCIAS DA EDUCAÇÃO pela Universidade Internacional SEK - Chile e pela Universidade Americana. MESTRE EM PSICOLOGIA pela Universidade de Fortaleza. PSICÓLOGO. ESPECIALISTA EM PSICOPEDAGOGIA e em BIOLOGIA EXPERIMENTAL PARA O ENSINO MÉDIO. Possui HABILITAÇÃO EM BIOLOGIA pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2003) e graduação em PEDAGOGIA pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2003). Atualmente é PROFESSOR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem, Curriculo, Gênero e Educação, Subjetividade, e Epistemologias.

Publicado
2020-07-14
Como Citar
CalixtoF., SoaresS., & Paixão e VasconcelosF. (2020). A APRENDIZAGEM E O TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO BRASILEIRA. Revista Contexto & Educação, 36(113). Recuperado de https://revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/8952