UM ESTUDO QUANTITATIVO DAS CONEXÕES ENTRE A AÇÃO DOCENTE E A AÇÃO DISCENTE EM AULAS DE MATEMÁTICA, FÍSICA E QUÍMICA EM UM INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ

Palavras-chave: Aprendizagem. Ações discentes. Aproveitamento do tempo. Índice de efetividade.

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma comparação quantitativa entre as ações docentes e as ações discentes em aulas de Matemática, Física e Química de um curso de Ensino Médio e Técnico Integrado proposto por um Instituto Federal do Paraná. Foram analisadas uma aula de cada disciplina e as ações de um aluno (A15). Mediu-se o tempo das ações de cada professor e do aluno A15 nas três aulas consideradas. Os dados foram analisados por meio do Indicador de Eficiência Pedagógica (IEP), o qual permitiu determinar o grau de conexão entre as ações docentes e as ações discentes. Tais proposições permitiram-nos responder às seguintes questões de pesquisa: (i) Quais categorias descrevem as ações realizadas pelo aluno A15 nas aulas de Matemática, Física e Química? (ii) Quais valores de IEP foram encontrados para cada uma dessas disciplinas? As respostas a que chegamos evidenciam sete categorias para a ação discente – Organiza, Interage com a Professora, Interage com os Colegas, Pratica, Espera, Dispersa e Outras Ações. No que diz respeito à Eficiência Pedagógica, concluímos que o IEP foi maior para a aula de Química (0,888), seguido da aula de Física (0,858) e, por último, para a aula de Matemática (0,673).

 

Biografia do Autor

Sergio de Mello Arruda, Universidade Estadual de Londrina

Doutor em Educação (USP, 2001). Atualmente é Professor Sênior da UEL.

Marinez Meneghello Passos, Universidade Estadual de Londrina

Doutora em Educação para a Ciência (Unesp/Bauru, 2009). Atualmente é Professora Sênior da UEL.

Publicado
2020-09-09
Como Citar
BenicioM., ArrudaS., & PassosM. (2020). UM ESTUDO QUANTITATIVO DAS CONEXÕES ENTRE A AÇÃO DOCENTE E A AÇÃO DISCENTE EM AULAS DE MATEMÁTICA, FÍSICA E QUÍMICA EM UM INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ. Revista Contexto & Educação, 35(112), 456-477. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2020.112.456-477