EARLY ALGEBRA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: MANIFESTAÇÕES DO PENSAMENTO ALGÉBRICO

  • Diego Barboza Prestes Universidade Estadual de Londrina
  • Adriane Gaspari Ferreira
  • Magna Natalia Marin Pires

Resumo

O objetivo principal deste artigo é analisar qualitativamente a produção escrita de estudantes do 2º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública da cidade de XXXXXXX ao realizarem uma tarefa traduzida da Early Algebra em sala de aula, a fim de identificar possíveis manifestações do pensamento algébrico em suas produções. Para atender ao objetivo principal, utilizamos em nossos procedimentos metodológicos a Análise de Conteúdos de Bardin (2011). O resultado do estudo indica que os estudantes mostraram ser capazes de atribuir significados para as sequências de símbolos presentes na tarefa, pois traduziram informações representadas simbolicamente para outra forma de representação, a escrita, que mobiliza a vertente representar do pensamento algébrico proposto por Ponte, Branco e Matos (2009). Simultaneamente à tradução das informações, os estudantes estabeleceram relações com fatos que acreditamos significativos para eles, mobilizando duas das características do pensamento algébrico apresentadas por Almeida e Santos (2017): construir significado e estabelecer relações. Tais constatações sugerem ser possível trabalhar com tarefas que podem propiciar uma introdução ao desenvolvimento do pensamento algébrico nos anos iniciais do Ensino Fundamental, o que geralmente não ocorre com a frequência esperada.

Publicado
2020-06-30
Como Citar
PrestesD., FerreiraA., & PiresM. (2020). EARLY ALGEBRA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: MANIFESTAÇÕES DO PENSAMENTO ALGÉBRICO. Revista Contexto & Educação, 36(113). Recuperado de https://revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/10591