O CONCEITO DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO: UM CONFRONTO ENTRE DOCENTES LICENCIADOS E DOCENTES BACHARÉIS

Palavras-chave: Ensino Médio Integrado, Currículo Integrado, Educação Profissional e Tecnológica

Resumo

Resumo: O Ensino Médio Integrado (EMI) ao curso técnico convive com múltiplas interpretações entre os próprios profissionais da educação. Este artigo é resultado de uma pesquisa que objetivou investigar, por meio de entrevistas individuais com 16 docentes efetivos, a origem dessa dessemelhança do conceito de integração de ensino, na tentativa de descobrir se o tipo de graduação acadêmica (licenciatura ou bacharelado) dos docentes interfere na construção desse conceito. A base teórica deste artigo se apoiou em Ramos (2008), Ciavatta (2005) e Araújo e Frigotto (2015). Como resultado da pesquisa, identificamos que todos os 16 docentes interpretam, por um viés funcional, o conceito de integração de ensino da mesma maneira, ou seja, implementar a educação profissional harmoniosamente às disciplinas propedêuticas, tais como matemática, língua portuguesa, geografia, biologia e etc., de forma que o conhecimento para a vida e para o trabalho sejam construídos de forma indivisível. Por outro lado, em um viés holístico, apenas cinco docentes acreditam que a integração deva ser fundamental não somente no momento das escolhas metodológicas para a exposição dos conteúdos, mas também nas etapas de planejamento e avaliação, por exemplo, entendendo o curso como integrado por completo.

Palavras-chave: Ensino Médio Integrado. Formação integrada. Licenciatura. Bacharelado. Concepção.

Biografia do Autor

Sthéfany Araújo Melo, Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberlândia

É graduada em Letras, com licenciatura plena em Português/Inglês e respectivas Literaturas, pela Universidade Federal de Uberlândia (2010). Pós-graduada Lato Sensu em Direito Administrativo e Contratos, pela Universidade Cândido Mendes (2017). Mestre em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal do Triângulo Mineiro (2019). Atualmente é Secretária Executiva no Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberlândia, onde trabalha desde 2012.

Welisson Marques, Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberaba

Pós-doutor em Educação / Análise do Discurso pela Universidade de São Paulo (USP); Doutor em Estudos Linguísticos e Mestre em Linguística - fomentado pela CAPES - pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal de Uberlândia (PPGEL/UFU); Especialista em Metodologia do Ensino-Aprendizagem em Língua Estrangeira - Língua Inglesa. Possui Licenciatura Plena em Letras Português/Inglês e suas respectivas literaturas. É, também, Bacharel em Direito e Bacharel em Teologia, e advogado inscrito na OAB-MG. Professor e Pesquisador em regime de dedicação exclusiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM). Atua como docente permanente e coordenador no Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado Profissional em Educação Tecnológica; no Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica da Rede Federal (ProfEPT); e, também, na Graduação em Letras / Licenciatura Plena em Língua Portuguesa (IFTM/UAB). É Proficiente em Língua Inglesa pela Universidade de Cambridge (UCLES/CPE) e Universidade de Michigan (Michigan University/ECPE) e em Língua Francesa possui os diplomas DELF (Diplômes dÉtudes en Langue Française). Tem especial interesse pelas relações entre educação, tecnologias, saberes e poderes e pelas construções de verdades, notadamente sobre aprendizes e aprendizagem de línguas no Brasil. Interessa-se, também, por questões atinentes a diferentes modalidades de discursos e suas relações com a semiologia, a memória e a produção de sujeitos na história. É autor das obras: Análise do Discurso Publicitário de Cursos de Idiomas. São Carlos: Pedro & João Editores, 2015. 285 p.; Mensalão e Crise Política: o discurso de Veja ao significar o Partido dos Trabalhadores. Curitiba: Editora Appris, 2011. 155 p.; e co-organizador, juntamente com CONTI, Maria Aparecida; FERNANDES, Cleudemar Alves, das obras: Análise do Discurso e Semiologia. Uberlândia, EDUFU, 2015, 369 p.; e, também, Michel Foucault e o Discurso: aportes teóricos e metodológicos. Uberlândia: EDUFU, 2013, 270 p. Parecerista ad hoc de revistas científicas na área de Educação e Linguística. Ademais, é líder do Grupo de Pesquisa em Discurso e Educação (GPDE/IFTM/CNPq).

Publicado
2020-09-09
Como Citar
Araújo MeloS., & MarquesW. (2020). O CONCEITO DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO: UM CONFRONTO ENTRE DOCENTES LICENCIADOS E DOCENTES BACHARÉIS. Revista Contexto & Educação, 35(112), 102-116. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2020.112.102-116
Seção
Dossiê: Trabalho, Currículo Integrado e Educação