TRABALHO POR PROJETOS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA – UM PANORAMA DE DIFERENTES VISÕES

  • Alysson Ramos Artuso IFPR
  • Patricia Daniela Maciel IFPR
Palavras-chave: Metodologia de projetos. Educação profissional e tecnológica. Vertentes político-pedagógicas. Currículo integrado.

Resumo

A criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia em 2008 deu novo impulso e formato à educação profissional e tecnológica no Brasil. O currículo integrado passou a ser o norte dessa nova concepção e diversas estratégias foram postas em prática para operacionalizá-lo, incluindo o trabalho por projetos. O presente artigo tem por objetivo fazer um breve resgate de vertentes pedagógicos e de contextos históricos do trabalho por projetos para debater sua aplicação, em especial, na educação profissional e tecnológica de acordo com três diferentes vertentes político-pedagógicas: Pragmatismo, Fenomenologia Social e Materialismo Histórico-Dialético. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica precedida de discussão teórica em que são apresentadas as principais características e diferenças no trabalho por projetos. Ao final, propõe-se um esquema de modo a sintetizar o trabalho por projetos nessas três grandes correntes.

Publicado
2020-09-09
Como Citar
ArtusoA., & MacielP. (2020). TRABALHO POR PROJETOS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA – UM PANORAMA DE DIFERENTES VISÕES. Revista Contexto & Educação, 35(112), 170-184. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2020.112.170-184
Seção
Dossiê: Trabalho, Currículo Integrado e Educação